Manutenção: como manter os engates rápidos no topo

Os engates rápidos são um instrumento importante para todas as atividades que utilizam circuitos hidráulicos nas operações diárias.

Os setores do Petróleo e gás, movimentação de terra, indústria, transportes e agricultura utilizam engates rápidos para trocar as conexões com eficiência e segurança: de fato, os mecanismos foram desenvolvidos para realizar os acoplamentos e desacoplamentos sem ter de utilizar ferramentas e sem causar vazamentos ou contaminações.

Apesar da facilidade com que o circuito hidráulico pode ser aberto, quando está sob pressão, o encaixe permanece extremamente firme, impedindo o vazamento do fluido em alta pressão e, portanto, os potenciais perigos para os operadores.

Os engates rápidos foram desenvolvidos também para serem extremamente resistentes e duráveis, constituindo um investimento que é compensado com a redução de custos nas peças de reposição, da inatividade e dos acidentes de trabalho.

Porém, a utilização inapropriada compromete a sua eficiência e pode causar desgaste acelerado, então, os altos níveis de desempenho dos engates rápidos podem ser garantidos apenas quando:

  • são aplicados de acordo com as indicações da ficha técnica, como pressão dinâmica do fluido e grau de resistência à corrosão do material em relação às condições ambientais em que é utilizado;
  • é efetuada a manutenção de acordo com os modos e os prazos indicados pelo fabricante.

Prestar atenção durante a utilização diária permite maximizar a duração do engate rápido: limpar os pontos de conexão antes do acoplamento e utilizar as tampas de proteção apropriadas custa na verdade muito pouco esforço e tempo, mas, a longo prazo, faz uma enorme diferença em termos de desempenho e duração.

Os engates rápidos são desenvolvidos para operar sem a necessidade de outras ferramentas, desse modo, o seu uso pode causar danos e comprometer as funcionalidades: em particular, a liberação da pressão residual deve ser realizada com os mecanismos apropriados, uma vez que as intervenções externas causarão derramamentos indesejáveis e possíveis contaminações do solo.

Os controles devem ser realizados periodicamente com uma frequência relativamente elevada, dependendo da aplicação, para evitar complicações durante a utilização. As intervenções recomendadas são:

  • a limpeza completa dos componentes externos;
  • a lubrificação dos pontos de acoplamento ou das partes em movimento com óleo / massa consistente compatível com as vedações específicas;
  • os ensaios de acoplamento e desacoplamento;
  • o controle do aperto correto dos torques dos adaptadores;
  • a verificação da vedação, seja acoplado ou desacoplado;
  • a verificação do grau de contaminação hidráulica do circuito.

Com base nos resultados dos testes, será possível avaliar a substituição do engate rápido e planejá-la com bastante antecedência, para não causar interrupções nas operações diárias devido à ineficiência ou ao desgaste do componente.

A Stucchi projeta engates rápidos há mais de 60 anos, oferecendo um fluxo constante de soluções e inovações: o consumidor final poderá contar tanto com a qualidade do componente como com uma assistência completa. Cada um dos nossos produtos é acompanhado por instruções e indicações detalhadas para transmitir as melhores práticas e melhorar a compra; vários recursos didáticos e informativos estão disponíveis online, incluindo um e-Learning; a resolução de problemas inclui uma lista extensa de casos possíveis, enquanto para todas as outras situações se encontra disponível o serviço de atendimento ao cliente da Stucchi.

A Stucchi está sempre ao lado dos seus clientes: conheça mais sobre os nossos produtos, entre já em contato conosco.

Contate-nos
Stai guardando il nostro sito con Internet Explorer 11. Per un'esperienza di migliore qualità, ti consigliamo di aggiornare il tuo browser.
Scarica un browser.